sábado, 8 de dezembro de 2007

Sucesso do "Incursionando no Inferno - A Verdade da Tropa"

Prezados leitores do blog.


O texto abaixo não trata de Segurança Pública. É, na verdade, um artigo sobre negócios na bolsa de valores, extraído do endereço: http://www.cosmo.com.br/economia/integra.asp?id=213934

Me permiti colocá-lo aqui em razão das boas informações sobre a aceitação do meu livro: Incursionando no Inferno - A verdade da Tropa, sucesso de vendas pela Editora Ciência Moderna (25.000 exemplares vendidos), como se vê.

Então, com a devida citação da fonte, aproveito para manifestar meus agradecimentos à minha Editora por sua crença na obra, desde os primeiros momentos, e aos leitores que me prestigiam.

Um abraço a todos



Editoras aproveitam o boom da Bolsa

Vilma Gasques

(02/12/2007)O número de pessoas físicas operando a bolsa de valores está em franco progresso no País. Cerca de 130 mil novos investidores ingressaram neste mercado durante este ano. São esses marinheiros de primeira viagem que motivam editoras a lançar títulos voltados ao tema.

São inúmeros os livros lançados no mercado editorial do País sobre o tema nos últimos meses. Só a Campus-Elsevier Editora tem entre 20 e 25 sobre bolsa de valores, com títulos como Desmistificando a Bolsa de Valores, de Marcelo Smarrito, e A Bolsa Para Mulheres, de Sandra Blanco, que apontam o caminho para ganhos expressivos a longo prazo. “Quem investiu R$ 5 mil em ações do Índice Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) em 1994 e aplicou mais R$ 500,00 por mês neste período, tem agora perto de R$ 5 milhões. Ou seja, economizar e aplicar em ações faz toda a diferença”, ensina Marcelo Smarrito.

Falar em investimentos, a princípio, não parece um assunto tão agradável, principalmente para as mulheres. Mas elas já estão lá, afirma Sandra Blanco. “A mulher costuma analisar mais, faz pesquisas e investe apenas quando tem certeza. É pé no chão”, adianta a autora do livro voltado para o público feminino, onde conta a experiência de um clube de investidores formado por mulheres no Rio de Janeiro.

Segundo a gerente editorial dos segmentos de Profissional-Negócios e Educação & Referência da Editora Campus-Elsevier, Caroline Rothmuller, as pessoas estão percebendo que o dinheiro pode ser multiplicado de várias formas, sem correr tantos riscos quanto se acredita. Por isso, o mercado editorial está tão aquecido com esses novos títulos sobre o assunto. “Não é apenas uma questão de ‘como fazer para’. Os livros são direcionados para esclarecer de forma simples dúvidas que antes só poderiam ser entendidas por quem dominava o economês. Uma grande parte da população está abrindo os olhos para essas novas opções de investimentos”, analisa, explicando que a tendência é de ter um crescimento maior ainda neste mercado editorial, já que o próprio mercado está propício para investimentos, gerando interesse em diferente faixas etárias e econômicas. Ela diz que as obras com temas voltados para o mercado de ações duplicaram neste ano em relação ao ano passado. “A média de tiragem dos livros desse segmento é de 5 mil exemplares por título.

Caroline diz ainda que todo tipo de leitor tem o perfil para esses livros, uma vez que todo brasileiro está sentindo a necessidade de gerenciar melhor seu dinheiro, ter garantia de uma independência financeira ou que não podem contar apenas com o salário da aposentadoria para manter o padrão de vida.

Os livros da Campus-Elvisier abordam temas para iniciantes e também para quem já tem experiência. Os da série ExpoMoney, por exemplo, custam em média R$ 39,90.

O gerente Comercial da Editora Ciência Moderna, George Meireles, o resultado dessa explosão editorial só confirma o interesse dos novos investidores na bolsa de valores, tanto via internet, como pela via tradicional, feita por meio de bancos e corretoras. “Lançamos quatro livros recentemente sobre bolsa de valores e todos são sucesso. Hoje, são os livros mais vendidos da editora. Só perde para o Incursionando no Inferno, a Verdade da Tropa (destaque meu), que também traz histórias sobre o Bope (Batalhão de Operações Especiais)”, revela.

De acordo com Meireles, enquanto o livro sobre o Bope está com 25 mil exemplares vendidos, o Home Broker, Aprenda a Investir em Ações, por exemplo, está com 20 mil exemplares vendidos. “O perfil de quem compra o livro é do pequeno investidor, pessoas com renda acima de R$ 15 mil mensais, que era aplicador de fundos de ações e títulos de renda fixa, mas que estão migrando, buscando opções e selecionando a própria carteira de ações.”

O presidente do Grupo Tecmedd, da qual a Editora Novo Conceito faz parte, Fernando Baracchini, também decidiu investir na publicação de livros sobre o tema e lançou a 5ª edição do livro Bem-Vindo à Bolsa de Valores, de Marcelo Piazza. “O assunto está em evidência. O livro já é um bestseller.”

12 comentários:

Anônimo disse...

JOÃO DO MEIER,
JÁ LI SEU LIVRO DUAS VEZES, MUITO BOM!MAS SE O SENHOR PERMITIR, GOSTARIA DE COLOCAR O COMENTÁRIO (NOTICÍA JORNAL O DIA)SOBRE A VERBA DESTINADA AS ESCOLAS DE SAMBA, NO VALOR DE 12 MILHÕES,ABSURDO, MAS ESTE É O NOSSO PAÍS.O MAIS ESTRANHO É QUE O presidente do BRASIL E O desgoverno DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, ESTÃO PREOCUPADOS COM A IMAGEM NEGATIVA DA LIESA, POIS FOI INVESTIGADA NOS ÚLTIMOS 05 ANOS,POR ESTA RAZÃO VAI O NOSSO DINHEIRO PARA CARNAVAL.O MAIS ESTRANHO É NÃO SE PREOCUPAREM COM O PIOR SALÁRIO DOS PMM,QUE MUITAS VEZES COMENTEM ATOS IRREGULARES, MORAM MAL,UNIFORME SURRADO,CUTURNOS ROTOS E ETC, MAS GASTAM 12 MILHÕES COM O CARNAVAL,ERA HORA DE ENTRARMOS COM UMA MEDIDAD POPULAR NA JUSTIÇA CONTRA ESSA ABERRAÇÃO,POVO DE MEU ESTADO QUERIDO,INSTITUIÇÃO PM,ASSOCIAÇÃO DE CABOS E SOLDADOS, CLUBE DE OFICIAIS, MP ETC,MÃOS A OBRA,ISTO É CRIME, USAR DINHEIRO DO POVO PARA CARNAVAL?LEIAM.

/12/2007 10:58:00

Escolas de samba do Rio terão R$ 12 milhões para o carnaval 2008

Recursos são conseqüência de pedido dos dirigentes da Portela a Lula


Rio - As escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro deverão receber R$ 12 milhões da Petrobras e de outras empresas do setor petroquímico para o Carnaval 2008. Os recursos foram acertados neste sábado, durante encontro do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com representantes dessas escolas.

A informação foi divulgada pelo governador Sérgio Cabral e pelo ministro da Cultura, Gilberto Gil. Segundo Cabral, a liberação de recursos tem o objetivo de reduzir "influências negativas" nas escolas de samba, cuja liga (Liesa) chegou a ser investigada por suposto envolvimento no esquema dos jogos ilegais.

Gilberto Gil afirmou que os recursos são conseqüência de um pedido de socorro dos dirigentes da Portela ao presidente Lula.

"Todo ano, nos últimos quatro ou cinco anos de governo, o presidente se defronta com alguma manifestação de dificuldade das escolas de samba. Isso é comum. São entidades que estão ligadas a comunidades carentes que passam por dificuldades", disse Gil.

As informações são da Agência Brasil

Francisco disse...

Ilustríssimo Senhor Coronel,

Acho que as classes média e alta estão percebendo que dinheiro vale muito pouco, quase nada, se não houver paz para labutar e tranquilidade para usufruir.

Como sempre, ao senhor, o meu respeito.

Carla Cardoso disse...

Olá ten. Coronel Mário Sérgio,
Realmente o livro do senhor é maravilhoso, de uma sensibilidade incrível digno de um filósofo ( também estudo no IFCS,porém meu curso é história).
Parabéns por seu trabalho tanto quanto como um homem que esteve à frente da melhor tropa de elite urbana quanto de um homem com formação de humanidades.
Um forte abraço,
Carla Cardoso

Anônimo disse...

Ilmo Sr. Cel Mário Sérgio:

Permita-me, fazer um breve comentário, fugindo um pouco do assunto.
Tem se dado muito destaque ao novo site do BOPE, mas, eu acho que está tornando este ínclito batalhão, em uma nova febre midiática, deixando de citar dados muito importantes.
Por exemplo: claro que INDUBITAVELMENTE, o site fala do Cel Amendola ( amigo de meu pai, ambos serviram em mesma época e situação - naquela época Nucoe e PM 2 eram próximas senão me engano - se estiver MEU CORRIJA POR FAVOR - , pois foge ao meu conhecimento DIMINUTO sobre tal questão, que vossa Srª desfila com EXTREMA CONDIÇÃO PRÁTICA E INTELECTUAL e para minha sorte, vou tentando aprender), bem como conheço o Cap. Macieira, tb amigo de meu pai, outra pessoa NOTÁVEL, mas, não o vemos á muito tempo e um homem extraordinário ), MAS PERGUNTO AO SENHOR:

1) Cadê a Galeria dos Ex-Comandantes?
2) Cadê a Patrulha da Saudade?

Coronel: o site não mencionar SEQUER quem conduziu com maestria a hoje TROPA INTERNACIONALMENTE CONHECIDA, e PIOR: Não lembrar de seus ex-combatentes que deram suas vidas por ela, é no MÍNIMO PECAMINOSO !!
Por favor: peça ao Cel. Pinheiro Neto, para que, PELO MENOS, cite os Guerreiros que já se foram, ja que a Galeria dos Ex-Comandantes até entendo por não colocar fotos para preservar os mesmo.

DEUS ABENÇOE O SENHOR E SUA FAMÍLIA.

Mário Sérgio de Brito Duarte disse...

Prezado amigo

Honrado com vosso comentário, apenas gostaria de dizer-lhe que as modificações realizadas pelo tenente coronel Caveira 41, Pinheiro Neto, no site do BOPE, foram necessárias e tempestivas para colocar o Batalhão no topo da qualidade de divulgação por esse canal de mídia maravilhoso, que é a internet.
Compreendo vossa apreensão e até frustração, mas os temas suprimidos, não obstante sua máxima relevância, apenas deixaram de ter um tratamento de veiculação na Web, e passaram a receber maior atenção internamente. Hoje, nos muros e paredes do quartel encontramos estampado o afeto e o respeito do BOPE por seus líderes e seus mortos emr inscrições, placas e outras simbologias.
De qualquer forma, muito obrigado por suas considerações.
Apareça sempre.
Força e Honra!

Nelio L. Ferreira disse...

Ilmo Sr. Ten.Cel. Mário Sérgio,

Sou aquele pai de um AlOfPM, morador de Volta Redonda,que o Sr. respondeu um e-mail que lhe enviei (o qual guardo até hoje), que iria marcar uma data em sua agenda para lançamento do seu brilhante livro em minha cidade,cidade esta que em época passada lhe acolheu como Sub-comandante do 28º BPM. Continuo na expectativa, Sr. Coronel.
Com apreço e admiração

Nelio L. Ferreira

Jessica Parreiras disse...

Olá, novamente venho até aqui, mais dessa vez quero que saiba que gostei muito dos seus textos que aqui escreve.
sempre que eu posso estou dando um passadinha aqui, para ler os textos publicados.
Meu pai me contou que você respondeu para ele, e gostaria de agradece-lo pelo carinho. Obrigada de coração.
estou anciosa para ler o livro.
assim que eu ler, mando um comentário falando o que achei, mais já tenho certeza que irei adorar.
E sempre que quiser, pode mandar um e-mail para mim, irei adorar receber.
Obrigada novamente pelo carinho. e parabens pelos textos.
De todo coração, Jessica Parreiras.

raphaelbarino@hotmail.com disse...

Livros sobre investimentos direcionados à pessoas com renda acima de 15 mil/mês está um pouco longe da realidade da maioria.
De certa forma, um assunto presente no cotidiano atrai.
Mas de certa forma, do jeito que divulga, também pode vir atrapalhar manobras feitas pelas tropas.

Enfim, um incentivo a cultura de forma geral, pois num país regido a política de pão (cesta básica, bolsa família etc) e circo (tv globo), o que o senhor fez e faz com seu livro é abrir horizontes e fazer ver notar obras além de Paulo Coelho. Parabéns.

Anônimo disse...

Parabéns Mário Sérgio! Espero, em breve, novas obras do autor para que possamos - nós leitores atentos, entender melhor a estrutura de nossa sociedade, assim como compartilhar de sua experiência e sabedoria de vida. Um grande abraço!

T.R.I.

Hugo Rodolfo disse...

Parabéns amigo. Este é o seu momento. Seu livro representa muito bem os companheiros que vivenciaram um período de ouro no BOPE. aproveito a oportunidade para deselhar, a você e a toda sua família, um excelente Natal/2007 e um melhor ano novo.
SEMPER FIDELIS
Hugo Rodolfo
Caveira - 48

Carla disse...

Ilmo.Ten.Cel. Mário Sérgio,

Desejo ao senhor e a sua família um Feliz Natal e um 2008 repleto de paz, amor, união, fraternidade, sucesso e saúde.
Que Deus o abençoe e a todos os seus.
Um abraço,
Carla Cardoso

Mário Sérgio de Brito Duarte disse...

Prezados amigos: João do Meier, Francisco, Carla Cardozo, Nélio Ferreira, Jéssica Parreiras, Raphael Barino, Hugo Rodolfo (caveira 48, do meu Coesp) e Anônimos.

Agradeço a presença de vocês no meu blog.
Reitero a honra por recebê-los aqui, por comentaristas.
Aproveito para desejar a todos, boas festas e um ano vindouro cheio de realizações: 2007 foi um tempo de lutas, mas de esperanças e sucessos.
Paz e bem para todos.
Mário Sérgio

caveira37@yahoo.com.br